Quem vos fala...

"Não sou mais do que humana nesta humana canção."
Funcionária, participante ativa, nesta imensa fábrica de sonhos, sensações, contentamento, realização, de que todos fazemos parte.
Nascida e residente no interior de São Paulo, Brasil, em 26 de Outubro de 1987. 
Descoberta na escrita, adotada pela poesia.
Uma mescla de sons de piano, ukelelê, violão, túnel do tempo, MPB e barulhinho de papel de bombom.

A autora, em Janeiro/2015



A autora, em Dezembro/2014

Biografia:

Nascida em 26 de Outubro de 1987, na cidade de Campinas/SP, Jacqueline Collodo Gomes desde muito cedo mostrava interesse pela escrita e pela criação de suas próprias histórias. Na escola aprendeu a passar para o papel todas as aventuras que sua imaginação criava, tomando também o gosto pelos livros na aula de leitura. Teve por predileção e inspiração o autor brasileiro Ganymédes José, desde o primeiro livro que lera dele, incentivada por uma professora que também gostava muito das obras deste autor. Na adolescência arriscou a escrever seus primeiros versos e contos, lançando-os na internet por meio de sites e listas de e-mails, e obtendo seus primeiros comentários e observações sobre sua escrita. Participou de concursos literários, teve publicações em antologias de poesias e contos com outros autores, em jornais: de literatura e arte, e caderno de arte e cultura; publicações de bairros locais da cidade onde reside, e blogs e sites da internet. Publicou dois e-books (livros no computador) de poesia, o primeiro de título "Oceanos Inteiros e Outras Poesias", e o segundo de título "Pétala Eterna E Outros Momentos Poéticos", que podem ser baixados diretamente em seu blog, e lidos no computador, notebook, tablet, celular, ou adquiridos em cd também para leitura digital (não é áudio-book). Mantém o blog "Ah, Poesia!", onde publica seus textos e poesias ocasionalmente. 


Contato por E-mail:




Coisas que também falam de Jacqueline...

º Lançamento do E-book "Pétala Eterna E Outros Momentos Poéticos"

º Lançamento do E-book "Oceanos Inteiros E Outras Poesias"

º Matéria do Jornal O Metropolitano: Poetisa campineira tem obra selecionada para Antologia a Gonçalves Dias

º Direto do Equador das Coisas

º Clair de Lune